Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Pesquisador baiano desenvolve cosméticos com resíduos de cacau

cacau

Projeto pioneiro utiliza principalmente resíduo de cacau para produzir cosméticos naturais

O Químico Fábio Neves dos Santos, apoiado pelo Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), da FAPESP, desenvolveu cosméticos naturais usando resíduos de cacau.

O interesse pelo resíduo, começou durante sua pesquisa de doutorado na UNICAMP, em que caracterizou os principais microrganismos causadores de doenças no cacau (Theobroma cacao L) no Brasil.

As pesquisas

cacau
O resíduo do cacau apresenta propriedades promissoras para alimentos e cosméticos – Foto: Reprodução/Pexels

De acordo com a FAPESP, durante as visitas nas fazendas de cacau em Ilhéus, na Bahia, Fábio observou que no processo de extração da amêndoa, um líquido é obtido durante a prensagem.

Durante a análise do resíduo, além de grandes quantidades de açúcares, como por exemplo frutose e sacarose, o pesquisador encontrou outras propriedades promissoras.

Minerais Essenciais

fibras
O resíduo do cacau apresenta fibras alimentares – Foto: Reprodução/Pexels

O pesquisador Fábio, constatou que o resíduo tem propriedades antioxidantes, bem como fibras alimentares e alto teor de vitamina C .

Além disso, ele identificou a presença de minerais essenciais, como por exemplo, potássio, sódio, cálcio, ferro, manganês e zinco.

Essas propriedades fazem do líquido uma matéria-prima potencial para produção de alimentos e da mesma forma, cosméticos.

Cosmético Natural

cacau
Os cosméticos serão comercializados em e-commerce – Foto: Reprodução/Pexels

Assim, Santos fundou a startup que tem como objetivo desenvolver um novo cosmético natural, com propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias associadas ao mel de cacau.

Com o incentivo da FAPESP, o pesquisador já desenvolveu um creme facial e uma loção corporal hidratante.

Agora, a empresa busca recursos para iniciar os testes clínicos, com o objetivo de comprovar as propriedades antioxidantes e regenerativas do ingrediente na pele.

Com isso, ele espera obter a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para uso das alegações de que os produtos à base dele retardam o envelhecimento cutâneo, por exemplo.

Comercialização dos cosméticos

cacau
A eficácia dos cosméticos está em testes para aprovação da ANVISA – Foto: Reprodução/Pexels

A venda de alguns produtos já está liberada. Pois eles não precisam de comprovação de eficácia prévia.

Como exemplo desses cosméticos,  que não precisam de comprovação inicial, e nem requerem informações detalhadas quanto ao modo e restrições de uso, como perfumes, loções e cremes sem ação fotoprotetora.

Os componentes já estão em processo de patente, e para a venda dos cosméticos o empreendedor vai utilizar o e-commerce.

Com seu projeto, Fábio foi um dos cinco selecionados para a edição de 2022 do programa de treinamento Leaders in Innovation Fellowships Programme (LIF) e venceu o Simulation Game no In Country Event do LIF no Brasil.

O Simulation Game é uma competição de simulação de operação de negócio por meio de um software, chamado SimVenture Evolution, que simula todos os parâmetros do desenvolvimento de uma tecnologia no mundo real, como pesquisa e desenvolvimento (P&D), produção, vendas, marketing e financiamento, entre outros.

Oferecido pela Royal Academy of Engineering (RAE), com apoio do Fundo Newton, o LIF tem o objetivo de capacitar líderes emergentes que estão desenvolvendo inovações baseadas em engenharia com potencial de contribuir para o desenvolvimento econômico e social de seus respectivos países.

Fonte: FAPESP

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos