Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Será que os veículos elétricos são, realmente, mais caros?

veículos elétricos

A comparação entre veículos elétricos e os com motor à combustão deve levar em conta alguns critérios

O investimento em veículos elétricos vem crescendo, principalmente na Europa. Tanto é que, no continente, por exemplo, o número de carros elétricos irá triplicar nos próximos três anos.

A infraestrutura de carregamento da mesma forma, vem melhorando nos países europeus, aliada a políticas que visam menores emissões de CO2.

Custo-Benefício

veículo elétrico
Foto: Reprodução/Pexels

Apesar disso, veículos elétricos ainda são vistos como caros, já que seu preço de compra geralmente é maior.

Só que o gestor de frotas já sabe: para analisar se realmente um veículo é vantajoso e tem um bom custo-benefício, é preciso calcular o seu custo total de propriedade, o chamado TCO.

Ou seja, somente realizando essa conta, é possível entender qual veículo é mais vantajoso: um elétrico ou à combustão.

Assim, com o objetivo de contribuir com os profissionais que querem eletrificar a frota da empresa, a LeasePlan, que atua há mais de 50 anos no mercado, mostra alguns aspectos para elaborar essa conta.

Confira:

Comparativo de VE e VC

elétrico
Foto: Reprodução/Pexels

Os veículos elétricos podem ter algumas diferenças mais evidentes, como o fato de ser zero emissão e ter um motor silencioso.

Além disso, o espaço interno dentro de um V.E. é maior, já que o seu motor é menor. Então, para fazer um comparativo com os veículos à combustão, é preciso escolher modelos que combinem:

  • A potência dos veículos (selecione motores com potência de freio semelhantes);
  • A caixa de velocidades (selecione um à combustão com transmissão automática);
  • O espaço da bagagem (inclua o espaço do porta-malas dianteiro do V.E. em seus cálculos).

Também é preciso escolher dois veículos que tenham um nível de acabamento semelhante, para então traçar o escopo de uma comparação de T.C.O.

E já que a terceirização é a solução perfeita para qualquer frota, é fundamental que o pacote de serviços escolhido seja igual para ambos os veículos.

Veículo elétrico vs. Veículo à combustão

A LeasePlan elaborou um estudo com dados de 13 países europeus, e quase mil cenários de carros diferentes – e com prazos e quilometragens diferentes.

Com isso, é possível criar um embate entre os elétricos e os à combustão, e entender em que pontos um é mais benéfico do que outro. Entenda na tabela abaixo:

CustoV.E. x CombustãoJustificativa
Depreciação e jurosCombustão V.E. têm um preço mais alto devido ao custo adicional das baterias 
ManutençãoElétrico V.E. têm menos partes móveis em comparação com Veículos à combustão, portanto, é necessária menos manutenção 
PneusCombustão V.E. têm, em média, maior torque e peso o que resulta em maior desgaste dos pneus 
SeguroCombustão O seguro geralmente está relacionado ao preço de mercado do veículo e, portanto, maior para V.E. 
ImpostosElétrico Os V.E. são apoiados com incentivos governamentais em muitos países; o efeito é claramente visível nos custos fiscais 
Energia/CombustívelElétrico O custo médio por km de eletricidade é menos do que para os combustíveis tradicionais (gasolina/diesel) 
Elaborado pela LeasePlan

Essa comparação revela que o T.C.O. de um veículo elétrico já é igual – ou até menor – em muitos países.

Sendo assim, eles são uma ótima alternativa tanto para pessoas físicas quanto, principalmente, para aqueles que querem terceirizar a frota.

Além disso, quem opta por investir nos carros elétricos também investe no futuro do planeta, especialmente nas cidades grandes, os automóveis elétricos não geram a poluição atmosférica nem o calor da combustão e, portanto, contribuem para reduzir as chamadas “ilhas de calor”.

Além do grande impacto relacionado a poluição sonora em meio ao trânsito, já que seus motores não produzem ruídos.

Elaborado pela equipe LeasePlan.

** ** Este artigo foi produzido por um autor independente e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Sustentabilidade.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos