Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Vagão de trem pode capturar CO2 enquanto viaja

vagão

Um vagão especial pode captura dióxido de carbono quando acoplado em trens em funcionamento

Uma empresa nos Estados Unidos desenvolveu um vagão que tem a capacidade de capturar CO2.

A inovação utiliza o sistema direct air capture, e funciona quando acoplado em trens em funcionamento.

O sistema

vagão
Foto: © 2022 CO 2 Companhia Ferroviária

O vagão remove o excesso de dióxido de carbono do ar ambiente usando a rede ferroviária global.

Assim, funciona utilizando a energia gerada durante a frenagem das locomotivas.

Durante a manobra de frenagem e desaceleração, a energia cinética de uma locomotiva gera calor até o momento da parada.

Atualmente, esse calor é simplesmente desperdiçado, com um grande ventilador soprando o ar quente para fora, pelo topo do trem. 

De acordo com a empresa, cada manobra de frenagem completa produz energia suficiente para remover mais de 1,5 toneladas de CO2.

Painéis solares

trem
Foto: © 2022 CO 2 Companhia Ferroviária

Além da energia gerada pelo trem, o vagão possui painéis solares que alimentam as baterias do sistema de filtragem do ar.

Como resultado, elimina a necessidade de qualquer outra fonte externa de energia.

Os empreendedores apontam ainda, como vantagem do vagão, o fato de que a estrutura necessária já existe no mundo todo.

Além disso, não é necessário nenhum tipo de projetos de construção, e pode capturar o dióxido de carbono em qualquer localidade.

Testes em andamento

vagão
Foto: © 2022 CO 2 Companhia Ferroviária

Chamados de CO2Rail, os vagões possuem grandes entradas de ar que aproveitam a corrente de ar gerada pelo movimento dos trens.

Ou seja, o sistema não precisa utilizar ventiladores para sugar o ar, dessa forma, evita o consumo extra de energia.

O processo de captura funciona completamente no vagão. Ao entrar o ar é canalizado até uma câmara cilíndrica onde ocorre a reação química para separar o CO2 do ar.

Em seguida, o ar limpo viaja para fora do vagão e retorna a atmosfera. Já o dióxido de carbono é armazenado na forma de um líquido.

Como resultado, o CO2 líquido pode ser utilizado como combustível ou levado para locais de armazenamento.

De acordo com a startup, cada vagão pode capturar 3 mil toneladas de dióxido de carbono do ar anualmente.

Em larga escala, o sistema pode tornar os trens em transportes do tipo carbono neutro.

Ainda mais, reduzir as emissões de CO2 na atmosfera e, por consequência, diminuir os riscos das mudanças climáticas.

Fonte: Forbes CO2 Rail

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos