Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

10 fenômenos naturais que todos deveriam ver

fenômenos

A plenitude e exuberância dos fenômenos naturais são de tirar o fôlego

A natureza possui mistérios que realmente nos deixam impressionados, os fenômenos naturais são alguns deles.

Lagos cor de rosa, rios subaquáticos, manifestações que a ciência busca ter uma explicação para quase tudo.

Fenômenos que nos deixam de boca aberta e curiosos o suficiente para despertar o desejo de presenciar bem de perto.

Conheça os 10 fenômenos naturais que todos deveriam ver. 

Vamos lá!

1 – Cachoeira Submersa (Ilhas Maurício)

cachoeira
A Cachoeira Submersa é um fenômeno que acontece no Oceano Índico nas Ilhas Maurício – Foto: Reprodução/Pexels

É no azul penetrante dos oceanos das Ilhas Maurício que encontramos um fenômeno único em todo o planeta.

Areia e lodo no fundo do oceano escorrem de uma maneira que parece que eles estão caindo em uma cachoeira e a visão que nós temos é como se toda a ilha estivesse sendo sugada por um vasto ralo.

O fluxo de correntes subaquáticas nos fazem acreditar que se trata de uma cachoeira submersa. Só é possível ter essa visão quando se está em um avião ou um helicóptero. 

2 – Salar de Uyuni (Bolívia) 

fenômenos
O Salar de Uyni é o maior deserto de sal do mundo – Foto: Reprodução/Pexels

Conhecido como o maior deserto de sal do mundo, o Salar de Uyuni está localizado no sudoeste da Bolívia, a 3.600 metros de altitude.

Formada através da lenta evaporação de lagos salgados que existiam nessa região há milhares de anos, o efeito fica ainda melhor quando chove e assim que ele passa a ficar alagado, o deserto é como um espelho, refletindo o céu, as nuvens e até as estrelas durante a noite.

Acredita-se que o Salar de Uyuni tenha 10 bilhões de toneladas de sal, das quais menos de 25 mil são extraídas anualmente.

A profundidade total do salar é estimada em 120 metros. 

3 – Lago Cor-de-Rosa (Espanha)

lago rosa

As salinas de Torrevieja, na Espanha, fazem parte dos raros lagos que possuem uma coloração rosa.

A alta salinidade do lago permite que as pessoas flutuem na água.

A coloração é causada pela presença de determinadas algas que sintetizam componentes da água salgada para sobreviver. 

Existem fenômenos como também em lagos na Austrália, México, Senegal, Canadá e Azerbaijão.

4 – Cratera de Darvaz (Turcomenistão)

fenômenos
A Cratera de Darvaz é conhecida como ‘Porta do Inferno’ – Foto: Getty Images

Conhecida como a “Porta para o Inferno” pelos habitantes locais, a cratera é um campo de gás natural que foi incendiado por cientistas soviéticos há mais de 40 anos e está queimando sem parar até hoje.

É alimentada pelos ricos depósitos de gás natural na área. Geólogos tomaram a decisão de incendiá-la para evitar a intoxicação de pessoas e animais supondo que as chamas se extinguiram em poucos dias.

Porém, a cratera está queimando até hoje e assim continuará por muitos anos. Está localizada no meio do deserto de Karakum, tem 70 metros de diâmetro e 20 metros de profundidade. 

5 – Gêiseres

gêiser
Os gêiseres se formam em regiões vulcânicas – Foto: Reprodução/Pexels

Curioso fenômeno que só acontece em regiões vulcânicas, o gêiser é uma espécie de fonte termal que tem erupções cujos intervalos podem variar de minutos a anos.

Em síntese é uma grande coluna de água quente é expulsa para o ar.

O gêiser entra em erupção quando a base de uma coluna d’água, que repousa sobre a terra, evapora por estar em contato com uma rocha vulcânica quente.

Este superaquecimento causa o aumento da pressão da água e quando ela supera os cem graus de temperatura, é transformada rapidamente em vapor de água, provocando a emissão da água situada na parte superior da coluna. 

6 – Rochas deslizantes (Estados Unidos)

fenômenos
As rochas deslizantes são um fenômeno do deserto nos Estados Unidos – Foto: Reprodução/Pexels

Este mistério que ocorre no deserto do Vale da Morte, nos Estados Unidos, foi resolvido recentemente.

Se trata de rochas que pesam até 300 quilos que parecem se mover sozinhas. Começaram a ser estudadas por cientistas nos anos 40, mas ninguém as havia visto se mover.

O fenômeno é causado pelo gelo. A chuva produz uma lâmina de água sobre o terreno seco, criando um lago superficial.

Durante a noite, essa água congela, formando uma fina camada de gelo na qual ficam presas as bases das rochas.

Porém, durante o dia, o gelo começa a quebrar, criando placas de vários metros de largura que se deslocam com o vento forte.

Assim, as pedras se movem sobre o barro, impulsionadas pelas placas de gelo, a uma velocidade de 2 a 5 metros por minuto. 

7 – Raios de Catatumbo (Venezuela)

fenômeno
O fenômeno dos Raios de Catatumbo é um espetáculo de luzes – Foto: Reprodução/Pexels

Este tipo de fenômeno se localiza na foz do rio Catatumbo, na Venezuela.

O local tem a mais alta concentração de relâmpagos do mundo – 250 por quilômetro quadrado.

O fenômeno é proveniente de uma massa de nuvens de tempestade a uma altura de mais de 5 quilômetros e ocorre durante 140 a 160 noites por ano, 10 horas por dia e até 280 vezes por hora. 

8 – Praias de Areia Negra (Islândia)

areia negra
A atividade vulcânica libera basalto deixando a areia negra – Foto: Reprodução/Pexels

As fantásticas praias de areia preta, localizadas na Islândia, formam um cenário lindo, mas que de certa forma é sombrio e melancólico.

Sua origem está no basalto, proveniente das atividades vulcânicas tão comuns no local que é extremamente gelado.

A lava quente flui em direção às águas frias do oceano e o abrupto contraste de temperatura acaba formando pequenos fragmentos de basalto e origina essas paisagens únicas. 

9 – Caverna Subaquática (México)

rio
O Cenote de Angelita é um fenômeno natural em Yucatán, México – Foto: Reprodução/Pexels

Na Península de Yucatan, no México, há uma caverna subaquática, com um rio submerso composto de água salgada que não se mistura com a água doce do lago acima.

O fenômeno ocorre graças a uma fina camada de sulfeto de hidrogênio, que mantém a água doce e salgada separadas, incapazes de se misturar. 

10 – Nuvens Mammatus

fenômenos
Esse fenômeno ocorre geralmente antes de tempestades – Foto: Reprodução/Pexels

De aparência peculiar, as nuvens de Mammatus costumam anunciar tempestades e outros eventos meteorológicos.

Normalmente compostas de gelo, elas podem se estender por centenas de quilômetros em vários sentidos e formações. 

O termo “mammatus” deriva do mamma, devido à associação ao formato de mamas ou seios.

Formam-se em ar descendente, em contraste com a maioria das nuvens que formam-se em ar ascendente.

Qual desses fenômenos naturais mais lhe chamou a atenção? Gostaria de ir pessoalmente conhecer algum? Escreve aqui nos comentários!

Por: Marco Antonio Monti Pena – Gestor Ambiental

Fonte: Magnus Mundi Salar de Yuni Revista Abril Matéria Incógnita BBC News

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos