Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Conheça os aprendizados que a Semana do Meio Ambiente deixou

ambiente

Com o objetivo de conscientizar sobre o tema, o Portal Sustentabilidade proporcionou um evento incrível durante a Semana do Meio Ambiente

Do dia 31 de maio a 2 de junho, durante a Semana do Meio Ambiente, o Portal Sustentabilidade proporcionou três lives gratuitas com profissionais da área ambiental.

O evento foi transmitido através do Instagram com a mediação da engenheira ambiental e diretora de conteúdo do portal, Jaqueline Gomes.

Acima de tudo; as lives proporcionaram conhecimento e neste artigo vamos conhecer os aprendizados que a Semana do Meio Ambiente deixou.

“A educação ambiental como contrapartida à sociedade” 

ambiente
A live do dia 31 abordou a educação ambiental com o Fred Mendes da Essencis MG – Foto: portal Sustentabilidade

No dia 31 de maio, o evento estreou com a participação do responsável pela comunicação e pela sustentabilidade da Essencis MG, Fred Mendes. 

De acordo com Fred Mendes, o ESG (Environmental, Social e Governance) é um conjunto de boas práticas que visa definir se a operação de uma empresa é socialmente consciente, sustentável e corretamente gerenciada.

Em síntese, são ações que aproximam a empresa com os preceitos de cidadania. 

O especialista destaca a importância das ações sociais e de externar a sustentabilidade dentro das empresas.

Primordialmente, essas ações devem envolver a sociedade, gerando engajamento para um espaço mais justo e correto ambientalmente, através da educação ambiental.

É importante, sobretudo, que as ações envolvem parcerias que busquem os mesmos propósitos, como as ONGS ou outras empresas que se posicionam por um mundo mais justo e sustentável.

Nesse sentido, a Essencis MG tem uma parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE que fez parte da inauguração do Centro Dia, um espaço de promoção da autonomia das pessoas com deficiência, localizado no bairro São João, em Betim.

“Industrialização verde através do manejo florestal”

ambiente
Daniela Teixeira Vilela, Diretora Executiva da FSC Brasil falou sobre o manejo florestal sustentável – Foto: Portal Sustentabilidade

No dia seguinte (1 de maio), a distância entre os países não foi capaz de impedir a live com a diretora executiva da FSC Brasil, Daniela Teixeira Vilela, que nos proporcionou uma aula incrível direto da Alemanha. 

Daniela foi direto ao ponto ao desmontar a narrativa de que as florestas talvez sejam um problema.

Ao contrário, a floresta é a solução pois lá existe um potencial enorme de recursos naturais, como por exemplo os fitoterápicos, a produção de castanha, a produção de açaí, entre outros.

Além de reforçar a importância do manejo florestal ser feito de maneira responsável, a especialista nos conta como funciona o processo de certificação. 

De acordo com Daniela, a certificação consiste em um processo voluntário em que as organizações interessadas precisam comunicar o desejo de obter as certificações com as certificadoras. 

Essas certificadoras são habilitadas pelo FSC e são responsáveis por verificar se o manejo florestal está sendo feito de forma devida conforme as normas e legislações ambientais. 

A especialista destaca a importância da informação. É muito importante que a sociedade busque se informar sobre as questões ambientais para estar cada vez mais envolvida com as causas.

Principalmente quando se trata de nossas florestas, temos recursos suficientes para obter informações ricas a respeito do manejo florestal através das tecnologias presentes em nossas vidas. 

“6 pilares ambientais de um relatório de sustentabilidade corporativo”

meio ambiente
Milton Marques Brovini da MRS Logística abordou a importância de um relatório de sustentabilidade – Foto: Portal Sustentabilidade

O último dia do evento (2 de junho) contou com a presença do analista de Meio Ambiente da empresa MRS Logística, Milton Marques Brovini. 

Brovini define um relatório de sustentabilidade corporativo como uma materialização das iniciativas de práticas sociais, econômicas e ambientais de uma organização.

É levado em consideração todas as práticas da companhia com a finalidade de mostrar transparência ao mercado. 

Produzido anualmente, o relatório não é uma obrigação legal, entretanto, tornou-se um ponto chave para o marketing.

O relatório serve como um diferencial no meio corporativo, dando credibilidade às companhias que elaboram o documento. 

Com o advento do método ESG, o relatório passou a ter uma relevância significativa nas companhias.

De acordo com Milton, devem ser considerados para a elaboração do relatório, as estratégias e análises do negócio.

Da mesma forma, considerar quais são os limites do relatório, o engajamento e o conceito de ética, integridade e governança.

Tendo como base especificamente a área ambiental, Brovini destaca que os seis pilares de um relatório de sustentabilidade realizado pela empresa que atua são:

  • o gerenciamento de resíduos e efluentes;
  • biodiversidade e o uso de recursos naturais (água e energia);
  • insumos, conformidade ambiental;
  • e as mudanças climáticas e emissões atmosféricas.

Finalizando a sua participação, ele considerando o potencial corporativo como um catalisador de mudança.

Por ser uma área relativamente nova, principalmente por conta de outras prioridades, Brovini vê uma esperança com o advento do método ESG no mundo corporativo.

Dessa forma, mudando não apenas o comportamento, mas proporcionando uma visão ampla de negócio. 

Conscientização e aprendizados

A Semana do Meio Ambiente proporcionada pelo Portal Sustentabilidade foi uma oportunidade de estarmos por dentro do que realmente acontece no mundo corporativo e o quanto a sustentabilidade influenciou as organizações. 

Está havendo uma mudança no conceito de negócio, onde o meio em que vivemos está retomando o seu lugar no topo da pirâmide organizacional.

Um dos grandes aprendizados é a comunicação entre grandes empresas e comunidades para fazer deste lugar um lugar justo socialmente, economicamente e ambientalmente.  

O acesso à informação, o estudo de projetos, ações e as iniciativas são elementos chaves para fazer a diferença e alcançar os resultados. 

O impacto que uma ação social pode gerar quando caminhamos juntos com o desenvolvimento econômico e ambiental, garante que todas as partes envolvidas ganham e o planeta Terra agradece. 

Por: Marco Antonio Monti Penna – Gestor Ambiental 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos