Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Os 10 animais com maior risco de extinção

animias

Algumas espécies correm sérios riscos de desaparecer do planeta

Apesar da extinção de alguns animais ser um processo natural, a ação do homem contribui em diversos casos.

A poluição e as mudanças climáticas afetam a todos os seres vivos, porém alguns estão mais ameaçados do que outros.

Você já deve ter visto, por exemplo, a imagem de ursos-polares bem magrinhos andando entre geleiras que derretem sem parar.

Mas não são só os ursos do Ártico que sofrem com a interferência do ser humano.

Saiba quais espécies correm maior risco de extinção e o que podemos fazer para ajudar esse animais (e a nós mesmos).

1 – Urso-polar

Urso-polar
O Urso-polar pode ser extinto devido a consequências das mudanças climáticas- Foto: Reprodução/Pexels

O aquecimento global, gerado pelas mudanças climáticas, anda acelerando o derretimento das geleiras pelo mundo.

Com menos alimentos à disposição, a população de ursos-polares está diminuindo rapidamente.

Segundo dados, atualmente existem menos de 30 mil espécies atualmente, e eles podem estar extintos até 2050.

Para reverter o quadro do aquecimento global, nós podemos contar com algumas atitudes.

Consumir com consciência, reduzindo o lixo, reciclar, economizar energia e água e diminuir o uso de plásticos são ótimas práticas.

2 – Coala

animais
O Coala sofre a perda de seu habitat natural – Foto: Reprodução/Pexels

Só de pensar que essa fofura pode sumir da natureza, a gente já sofre.

Os coalas já figuram nas listas de animais vulneráveis há bastante tempo.

Depois dos incêndios que se espalharam pela Austrália, habitat natural do marsupial, o risco de extinção aumentou.

3 – Onça-pintada

Animais
A onça-pintada é vítima da caça ilegal- Foto: Reprodução/Pexels

Esse animal elegante é encontrado em quase todo o Brasil, e em boa parte do continente americano.

Além de sofrer com a destruição do seu habitat natural, a onça-pintada também é vítima da caça ilegal.

Sua pele é usada para fazer tapetes, casacos, bolsas, calçados… 

Saiba aqui como diferenciar a pele de animal daquela sintética (também chamada de pelúcia), que imita onça, zebra, etc.

4 – Baleia-azul

Baleia azul
A baleia azul é ameaçada por falta de alimento – Foto: Reprodução/Pexels

Considerada um dos maiores animais do mundo, a baleia-azul têm sua caça proibida desde 1986, mas sofre com outras ameaças.

O krill, principal alimento de diversas criaturas do mar, é alvo de pescas abundantes.

Algumas baleias, fracas ou doentes por falta de comida, são levadas pela correnteza e acabam encalhadas em alguma praia.

Outras ainda se machucam ao colidir com embarcações navegando em áreas que não deveriam.

Veja esse vídeo fantástico de uma baleia-azul com seu filhote.

5 – Gorila-da-montanha

Animais
O Gorila-da-montanha é mais uma espécie vítima da caça ilegal- Foto: Reprodução/Pexels

Com cerca de 1000 espécies espalhadas principalmente pela África, o gorila-da-montanha é um dos macacos que correm risco de extinção.

Mesmo os animais que vivem em habitats adequados podem ser vítimas de caçadores impiedosos.

Conflitos militares que acontecem nas regiões africanas também contribuem para a redução da população do gorila-da-montanha, por exemplo.

6 – Lobo-guará

lobo-guará
O lobo-guará é bastante vulnerável a acidentes- Foto: reprodução/Pexels

Símbolo do Cerrado brasileiro, esse parente do cachorro é simpático e nada agressivo.

Curioso, frequentemente ele costuma se aproximar de carros e casas, muitas vezes assustando as pessoas com seu grande porte.

Por conta dessas aparições repentinas, o lobo-guará acaba sendo atropelado ou caçado.

Além disso, a destruição do cerrado contribui bastante para o animal ter sua existência ameaçada.

7 – Pinguim-africano

Animais
A escassez de peixes e plâncton pode levar a extinção do pinguim-africano

Essa espécie de pinguim, quando jovem, costuma deixar suas colônias em busca de  regiões com abundância de alimentos.

Mudanças climáticas e pescas excessivas resultam em escassez de peixes e plânctons, que guiam os sentidos dos pinguins.

Confusos, eles podem ficar presos em pequenos espaços procurando por comida, e acabam morrendo de fome.

8 – Ariranha

animais
O desmatamento é um dos motivos do desaparecimento da espécie

Não, não é nenhum tipo de aranha.

A ariranha é um mamífero, também conhecida como lontra-gigante e onça-d’água.

Encontrada principalmente nos rios da Amazônia e do Pantanal, ela sofre com a aniquilação do seu habitat natural.

Desmatamento, urbanização e mineração contribuem para destruição, poluição e contaminação das margens onde vivem as ariranhas.

9 – Rinoceronte-de-Sumatra

rinoceronte
A última fêmea em idade reprodutiva na Malásia do rinoceronte-de-sumatra da espécie morreu em 2019

Alvo de caçadores por conta de seus chifres, esse animal corre um grande risco de ser extinto.

Já não existe nenhuma espécie de rinoceronte-de-Sumatra na Malásia. O último, uma fêmea chamada Iman, morreu em 2019.

10 – Mico-leão-dourado

mico
A devastação da Mata Atlântica é uma ameaça a espécie – Foto: Reprodução/Pexels

Por estar há muito tempo ameaçado de extinção, o mico-leão-dourado se tornou um dos símbolos da luta pela preservação da fauna.

A devastação da Mata Atlântica, principalmente por conta da extração de madeira, fez o animal quase ser extinto.

Você pode saber mais sobre o mico-leão-dourado e como ajudar na sua sobrevivência na Associação Mico Leão Dourado.

Além de reduzir as mudanças climáticas que alteram os habitats naturais dos animais, podemos fazer mais para salvá-los da extinção.

Acima de tudo, as leis ambientais precisam ser seguidas e fiscalizadas. Conheça as principais aqui.

Procurar ter atitudes sustentáveis e criar políticas que visem o meio ambiente é um ótimo começo para reverter esse quadro.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos