Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Cientistas desenvolvem folha artificial que gera energia

folhas

Desenvolvida na Universidade de Cambridge a folha artificial imita a fotossíntese das plantas

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, desenvolveram uma folha artificial capaz de gerar energia limpa.

A folha imita a fotossíntese das plantas, e assim converte a luz solar em energia.

Imitando as plantas

folhas
Foto: Copyright Universidade de Cambridge

Com apenas 1 mm de espessura, as folhas ultrafinas podem flutuar na água e dessa forma capturam CO2.

De acordo com o líder do estudo, o professor Erwin Reisner, o dispositivo pode ser levado praticamente em todos os locais.

Na teoria, esses dispositivos podem ser colocados em qualquer lugar, o que ajudaria na segurança energética, segundo o professor.

Folhas Solares

folhas
Foto: Reprodução/Pexels

As folhas artificiais são diferentes dos painéis solares residenciais que conhecemos.

Os painéis solares no telhado usam placas fotovoltaicas para gerar eletricidade a partir da luz solar. As folhas, por outro lado, contêm células de combustível solar.

As células de combustível solares usam principalmente a energia da luz solar para estimular reações químicas que produzem combustível.

Assim, ocorre a fotossíntese, o processo natural pelo qual as plantas convertem a luz solar em alimento.

Redução de CO2

co2
Foto: Reprodução/Pexels

A pesquisa teve início em 2019, quando a equipe de Cambridge criou uma folha artificial que produz syngas, um tipo de combustível usado na produção de produtos químicos e farmacêuticos .

Entretanto, a folha não conseguiu flutuar devido ao peso, além disso não era permeável.

A partir desse protótipo, os pesquisadores trabalharam para aperfeiçoar o dispositivo.

Os estudiosos usaram óxidos de metal de filme fino e perovskitas na nova composição da folha.

Esses materiais podem capturar energia da luz e ser revestidos em plástico flexível. As folhas resultantes flutuaram com sucesso no rio Cam.

Os testes mostraram que eles podem dividir a água em hidrogênio e oxigênio, em síntese, reduzir o CO2 a gás.

Aplicação Comercial

plantas
Foto: Reprodução/Pexels

As folhas ainda não estão prontas para aplicações comerciais. 

Os cientistas trabalham neste momento em um método para coletar as bolhas de gás da folha.

De acordo com o Dr. Virgil Andrei, co-autor principal do artigo, a tecnologia pode no entanto se tornar promissora, sendo tão popular quanto as fazendas solares.

Ele completa ainda, que prevê fazendas semelhantes para síntese de combustível.

As folhas podem abastecer assentamentos costeiros, bem como ilhas remotas, cobrir lagoas industriais ou evitar a evaporação da água dos canais de irrigação.

Fonte: Euronews

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos