Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Geoparques Mundiais da UNESCO no Brasil – Geoparque Mundial do Araripe

geoparques

O Brasil tem três geoparques que estão na lista da UNESCO considerados patrimônios para a humanidade

Recentemente, dois parques brasileiros entraram na lista de geoparques da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O anúncio foi feito após uma sessão do Conselho Executivo da UNESCO, que incluiu ao todo oito geoparques na lista.

São respectivamente, os geoparques mundiais de Araripe, Seridó e Caminhos do Cânion do Sul.

Vamos publicar uma série de 3 artigos falando sobre cada um deles.

Então, hoje nesse primeiro artigo, você vai conhecer um pouco mais sobre o Geoparque Mundial do Araripe.

O que é um geoparque

parque
Os Geoparques Mundiais da UNESCO são considerados de importância para a humanidade – Foto: Reprodução/Pexels

Geoparques são territórios considerados pela UNESCO, como locais que apresentam, por exemplo, grande importância cientifica, cultural e geológica.

Assim também, são locais que combinam a conservação com o desenvolvimento sustentável, gerando renda para as comunidades locais.

A UNESCO considera da mesma forma, a questão paisagística, arqueológica, paleontóloga, e da mesma maneira a importância histórica do local, para a inclusão na lista.

Um geoparque da UNESCO, deve igualmente demonstrar o patrimônio geológico de relevância internacional.

Além disso, um geoparque possui estratégia de desenvolvimento sustentável, foco na preservação da natureza, na educação ambiental e desenvolvimento econômico via turismo.

Atualmente existem 117 geoparques Mundiais da UNESCO, em 46 países.

Entretanto, a designação não é vitalícia. A cada quatro anos há um reexame de todos os locais e da mesma forma, um novo processo de validação.

Geoparque Mundial do Araripe

Araripe
O Geoparque do Araripe foi o primeiro a ser parte da lista da UNESCO – Foto: http://geoparkararipe.urca.br/

O geoparque Mundial do Araripe, está localizado no Estado do Ceará, na região nordeste do Brasil.

Seu território abrange os municípios de Barbalha, Crato, Juazeiro do Norte, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri, apresentando uma área aproximada de 3.789 km² .

Além disso, o geoparque esta inserido em uma região caracterizada pelo importante registro geológico do período Cretáceo, com destaque para seu conteúdo paleontológico, com registros entre 150 e 90 milhões de anos, que apresenta um excepcional estado de preservação e revela uma enorme diversidade paleobiológica.

O Geoparque Mundial do Araripe entrou na Rede Global de Geoparques da UNESCO o primeiro Geoparque das Américas, em setembro de 2006.

O Geoparque se divide em geossítios, sendo eles o Geossítio Batateiras, Cachoeira de Missão Velha, Colina do Horto, Floresta Petrificada do Cariri, Parque dos Pterossauros, Pedra Cariri, Pontal da Santa Cruz, Ponte de Pedra e Geossítio Riacho do Meio.

Vamos conhecer algumas das atrações desses geossítios.

Geossítio Batateiras

geoparques
Trilha do Parque Estadual Sítio Fundão no Geossítio Batateiras – Foto: Parque Estadual Sítio Fundão

O Geossítio Batateiras está localizado na Chapada do Araripe e é caracterizado primordialmente pela presença de fontes naturais que fertilizam o Vale do Cariri e abastecem a população local.

Na área do geossítio existe atualmente, uma casa que serviu de primeira usina de eletricidade da cidade, a antiga Usina Hidroelétrica, erguida em 1939, já desativada.

O Parque Estadual Sítio Fundão possui trilhas onde se pode contemplar a paisagem e a biodiversidade da fauna e flora locais.

Estas trilhas compreendem visitas ao mangueiral, às ruínas do Engenho, à prainha, ao rio da Batateira, ao microcanyon e à barragem de pedras.

Atualmente, o parque encontra-se oficialmente fechado, mas o acesso individual ou em grupo é permitido mediante autorização da Gerência da SEMACE, com regras definidas para as atividades de ecoturismo, educação e de interpretação ambiental, desde que não ofereçam riscos de impacto ambiental.

Geossítio Cachoeira de Missão Velha

Araripe
Geossítio Cachoeira de Missão Velha – Foto: TripAdvisor

O Geossítio Cachoeira de Missão Velha, está localizado no Sítio Cachoeira, a 3km da sede do Município de Missão Velha.

Este geossítio caracteriza-se por quedas d’água, com aproximadamente 12 metros de altura, formadas pelo Rio Salgado.

A história desse geossítio é relacionada ao contexto da escassez da água no Sertão. Pois lá era um dos poucos lugares onde se podia encontrar água durante todo o ano.

Em alguma distância da cachoeira, encontram-se restos de casas de pedra que remetem a uma primeira fase de colonização do Cariri, a partir do século XVII.

Geossítio Colina do Horto

colina do horto
O monumento em homenagem ao Padre Cícero Romão Batista foi inaugurado no dia 1º de novembro de 1969, no alto da Serra do Catolé ou, como é mais conhecida, Colina do Horto – Foto: Colina do Horto

O Geossítio Colina do Horto é o acidente geográfico mais importante do município de Juazeiro do Norte e apresenta-se localizado inteiramente na zona urbana.

Dentre as atrações nesse geossítio podemos ver a Estátua do Padre Cícero, a Igreja do Senhor Bom Jesus do Horto, o Museu Vivo do Padre Cícero, a Trilha do Santo Sepulcro, a Capela do Santo Sepulcro bem como o Muro da Sedição de 1914.

Geossítio Floresta Petrificada do Cariri

geoparques
Geossítio Floresta Petrificada do Cariri – Foto: Viaje na Chapada

O Geossítio Floresta Petrificada do Cariri está localizado no Sítio Olho D’água Comprido, a 6km a sudeste de Missão Velha, na localidade conhecida como Grota Funda.

O geossítio guarda principalmente, um tesouro paleontológico que tem especial importância para o estudo da paleobotânica e da evolução geológica.

Entre as atrações que podem ser visitadas estão o Paredão rochoso e os Troncos fósseis.

Geossítio Parque dos Pterossauros

pterossauros
Sítio Arqueológico no Geoparque Mundial do Araripe – Foto: Viaje na Chapada

O Geossítio Parque dos Pterossauros está localizado no Sítio Canabrava, de propriedade da Universidade Regional do Cariri (URCA), a 2,5km de Santana do Cariri. É um dos principais componentes do Geoparque Mundial do Araripe.

Os visitantes podem conferir as escavações paleontológicas, o museu de paleontologia da URCA e o Parque dos Pterossauros.

O sítio pode ser visitado e é constantemente; palco de escavações paleontológicas, reunindo especialistas de todo o Brasil.

Geossítio Pedra do Cariri

geoparques
Casa centenária construída no geossítio Pedra do Cariri – Foto: Viaje na Chapada

Situado a 3km do centro de Nova Olinda, às margens da rodovia de acesso ao Município de Santana do Cariri, este geossítio possui uma antiga área de mineração de calcário conhecida por Mina Triunfo.

Às vezes, em cidades do Cariri, encontram-se lugares de mineração e extração da chamada “Pedra Cariri”, lavras de calcários que servem na construção civil desde o século XIX até os dias atuais.

Há casas inteiramente construídas com estas pedras, mas o uso comum é a sua aplicação em revestimentos de paredes, para calçadas e pisos, pelo seu grande valor decorativo.

Nos últimos anos têm sido realizado um enorme esforço de coletar os fósseis encontrados nas lavras de calcário, para que sejam encaminhados para o Museu de Paleontologia da URCA, em Santana do Cairiri.

Geossítio Pontal da Santa Cruz

geoparques
Acesso a trilha do Pontal da Santa Cruz – Foto: TripAdvisor

O Pontal da Santa Cruz, ponto de observação panorâmica em Santana do Cariri, está localizado no topo da Chapada de Araripe, próximo ao povoado Cancão Velho, hoje conhecido como Vila do Pontal, numa altitude de aproximadamente 750m.

Assim, o geossítio é caracterizado por uma vistosa formação rochosa, apreciado pelos visitantes por sua ampla vista, permitindo observar o panorama da cidade de Santana do Cariri.

Para os mais aventureiros, é possível por exemplo, subir a trilha que leva até a Capela e a Grande Cruz, que, segundo a crença popular, serve para proteger de assombrações que habitava aquele local.

Da mesma forma, o visitante pode desfrutar de um inesquecível pôr-do-sol e, hoje, é quase uma parada obrigatória.

Geossítio Ponte da Pedra

geopaqrques
Ponte da Pedra – Foto: TripAdvisor

O Geossítio Ponte de Pedra tem exuberante paisagem, com bela vista panorâmica, localizado no município de Nova Olinda, na descida da Chapada do Araripe.

Possui uma formação rochosa natural que lembra uma ponte, pois cobre o vão de um riacho que só apresenta água em épocas de chuva.

Próximo à ponte, há vestígios arqueológicos das populações pré-históricas. São principalmente gravuras e pinturas rupestres, além de achados ocasionais de restos de cerâmica e de material lítico usados pelos antigos habitantes Kariri.

Geossítio Riacho do Meio

geoparques
Geossítio Riacho do Meio – Foto: Turismo no Cariri

O Geossítio Riacho do Meio, em Barbalha, é uma área de altitude entre 450 e 900m, situado a sete quilômetros da sede da cidade.

O nome se deve a um antigo riacho, localizado no trecho onde se encontra atualmente, uma estrada asfaltada. Compõe um parque ecológico na periferia do município, no sopé da Chapada do Araripe, com uma bela vista panorâmica para a Bacia do Araripe.

O Parque Riacho do Meio oferece por exemplo, trilhas ecológicas e bicas de água. Da mesma forma, há um lugar conhecido como refúgio de cangaceiros, a Pedra do Morcego, próximo ao vazante, onde, segundo fontes orais, teria se abrigado o chamado Bando dos Marcelinos.

Assim também, alguns acreditam que o mesmo lugar tinha servido como parada a Lampião e seu grupo de Cangaceiros, na visita que fez ao Cariri por ocasião da suposta ameaça pela Coluna Prestes, em 1926.

Então, gostou de conhecer as curiosidades do Geoparque Mundial do Araripe? Escreve aqui nos comentários!

Fonte: Geoparque Mundial do Araripe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos