Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Projeto de absorventes sustentáveis vai representar o Brasil na Suécia

absorvente

Estudantes gaúchas venceram a etapa nacional do Prêmio Jovem da Água de Estocolmo com absorvente fabricado com resíduos biodegradáveis

Alunas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), venceram a etapa nacional do Prêmio Jovem da Água de Estocolmo, após desenvolverem um absorvente sustentável.

O SustainPads: absorventes sustentáveis e acessíveis a partir de subprodutos industriais” , criado pelas estudantes Camily Pereira dos Santos e Laura Nedel Drebes.

Com a conquista do primeiro lugar, as jovens representarão o Brasil na final internacional, em Estocolmo, na Suécia, entre 29 de agosto e 2 de setembro. 

Absorvente Sustentável

absorvente
Alunas e Professora orientadora do projeto – Foto: Febrace

O absorvente criado pelas estudantes, além de ser sustentável, traz uma possível solução para a pobreza menstrual.

O produto utiliza fibras do açaí de juçara e pseudocaule da bananeira, como substituto do algodão.

Ainda mais, resíduos nutracêuticos e farinha de do mesocarpo do cacau, substituindo o plástico.

Assim, além de biodegradáveis, esses materiais são alternativas mais baratas e ambientalmente sustentáveis para a confecção de absorventes higiênicos em comparação com o algodão e os plásticos comumente utilizados.

Como resultado, o produto gera menos impacto quando descartado e ainda possui valor mais acessível.

Contribuição para os ODS

absorvente
A cerimônia de premiação da etapa nacional – Foto: ABES

Ao mesmo tempo, o projeto contribui para três ODS da Agenda 2030. O ODS 3, ODS 5 e ODS 12 respectivamente.

O ODS 3 – Saúde e Bem-estar tem como objetivos garantir o acesso à saúde de qualidade bem como promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Em seguida, o absorvente sustentável trabalha diretrizes do ODS 5 – Igualdade de Gênero que visa alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Assim como o ODS 12 – Consumo e Produção responsáveis, a ONU espera que as nações possam garantir padrões de consumo e de produção sustentáveis.

Etapa Nacional

alunas
Emoção no momento do anúncio do vencedor – Foto: ABES

O prêmio JAE acontece anualmente e seleciona jovens entre 15 e 20 anos, que produzem inovações principalmente para a sustentabilidade e a água.

A final da premiação acontece em Estocolmo, na Suécia, durante a Semana Mundial da Água de Estocolmo.

O prêmio conta com a participação de mais de 30 países e no Brasil, a premiação acontece desde 2017.

A professora e orientadora da dupla, Flávia Santos Twardowski Pinto, elogiou o esforço e a determinação das alunas.

De acordo com Flávia, o projeto foi desenvolvido durante a pandemia, mesmo com a escola fechada, elas iam todos os dias, e agora representam o Brasil nessa importante premiação.

A cerimônia de premiação aconteceu no último dia 6 de junho, de forma presencial e inédita, integrada à agenda da Conferência Internacional Rio 2030.

Antes da cerimônia do Prêmio Jovens da Água de Estocolmo, foi realizado o Blue Carpet, Desfile de Moda Sustentável para recepcionar os convidados.

Conforme os idealizadores, o Blue Carpet & Mostra de Moda Sustentável é inspirado no “Red Carpet do Oscar” para incentivar a apresentação de criadores de moda brasileiros.

Fonte: Abes IFRS

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos