Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Resíduos de pescado se tornam rações para pets em Portugal

rações

Iniciativa foca no desperdício zero das sobras do pescado em Lisboa e transforma sobras em rações para pets

Em Lisboa, uma iniciativa tem foco no desperdício zero dos pescados. As sobras, como por exemplo, peles e cabeças de peixes agora são rações e petiscos para pets.

Somente 30% do peixe é aproveitado nos restaurantes e os outros 70% são descartados como lixo.

Petiscos saudáveis

rações
O cãozinho Pancho e o chips com a pele de peixe – Foto: Sancho Pancho/ONU

A criação é da russa Daria Demidenko, que mora em Portugal desde 2015.

Os resíduos são triturados e misturados com farinha. Da mesma forma, a empreendedora utiliza pele de peixe branco e salmão.

A pele é desidratada, dessa forma são feitos petiscos chips que os cães adoram.

Em homenagem a seu cão de estimação, os petiscos e a ração receberam o nome de Pancho.

Parcerias com comércios

peixe
Os consumidores também estão aderindo ao zero desperdício – Foto: Reprodução/Pexels

Para garantir a produção de rações, Daria fez parcerias com restaurantes e pescarias de Lisboa.

As sobras de peixes são recolhidas semanalmente, cerca de 25 quilos que iriam para o lixo.

A iniciativa recebeu elogios da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), com sede em Roma, na Itália.

De acordo com o especialista-sênior de Pesca da ONU, existem várias indústrias produtoras de salmão nos países escandinavos que já atingiram o patamar de utilizar 100% do pescado.

Os resíduos fazem adubo ou óleos essenciais, assim já existe toda uma produção voltada para zero desperdício.

Conscientização da população

raçoes
A Agenda 2030 com o ODS 12 propõe o consumo consciente e a produção responsável – Foto: Reprodução/Pexels

Assim, além das rações serem sustentáveis, elas são fontes de ômega 3, que traz benefícios para a saúde, na pele e pêlo dos animais de estimação.

Assim, inspirando pessoas, alguns dos clientes estão pedindo as sobras e levando para casa, em troca recebem alguns petiscos.

Acima de tudo, a iniciativa está em consonância com o ODS 12 – Consumo e Produção Responsáveis, que tem como meta reduzir o desperdício de alimentos até 2030.

Fonte: News Onu

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos