Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Sebrae e CNI firmam acordo para Startups com foco em ESG e sustentabilidade

inovação

Objetivo da parceria entre o Sebrae e o CNI é aumentar a competitividade dos pequenos negócios industriais, com foco em sustentabilidade e ESG

O Sebrae e a Confederação Nacional da Indústria (CNI) firmaram um Acordo de Cooperação Técnica na última quarta-feira (17), com foco em sustentabilidade e ESG.

O objetivo é aumentar a competitividade dos pequenos negócios industriais, com foco nos pilares de produtividade e inovação, encadeamento produtivo, bem como internacionalização, economia de baixo carbono e ESG.

Aproximação Internacional

inovação
Foto: Túlio Vidal/Sebrae

A iniciativa prevê a aproximação de grandes empresas do mundo com startups brasileiras a partir de desafios e demandas tecnológicas.

Além disso, a parceria vai oferecer a capacitação virtual para 900 participantes e a mentoria para um grupo de 21 empresas até 2025.

Da mesma forma, o acordo conta com o mapeamento de tecnologias.

As metas incluem por exemplo, a criação de um mapa das tecnologias inovadoras das startups brasileiras e dos Institutos de Científicos e Tecnológicos (ICTs).

Ainda mais, o cadastramento das tecnologias inovadoras mapeadas em uma plataforma internacional de gestão da inovação bem como o aprimoramento de software para inserção das informações das startups brasileiras na plataforma de gestão da inovação internacional.

Mercados Internacionais

inovação
Foto; Reprodução/Pexels

De acordo com Robson Braga, presidente da CNI, a iniciativa quer levar inovação aberta aos pequenos negócios em todo Brasil.

Além disso, fazer com que a indústria nacional possa gerar a inovação que permita a elas competir em nível global.

O posicionamento do Sebrae em mercados internacionais, com a abertura de um escritório para os times do Sebrae e da CNI em Nova Iorque, nos Estados Unidos, também faz parte do acordo.

Da mesma forma, o suporte para entidades do ecossistema mapearem as tecnologias com a sua inserção na plataforma de gestão da inovação internacional.

Nesse sentido, as entidades vão capacitar 30 startups nas metodologias utilizadas no projeto até 2025.

Fonte: O Dia

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos