Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Grupo empresarial transforma uniformes antigos em cobertores

cobertores

Em sua sétima edição, o programa já produziu mais de 20 mil cobertores para instituições que cuidam de pessoas em situação de vulnerabilidade e animais para adoção

A FedEx Express, subsidiária da FedEx Corp (NYSE: FDX), realizou a reciclagem de cerca de 1,5 tonelada de uniformes antigos, que foram transformados em 5.500 cobertores que estão sendo distribuídos para instituições de apoio a pessoas em situação de vulnerabilidade (4.500 peças) e de proteção animal (1.000 peças em tamanho menor).

7ª Edição

cobertores
Foto: Reprodução/Pexels

Esta é a 7ª edição do Programa de Reciclagem de Uniformes do grupo empresarial, que, desde o seu primeiro ano, já beneficiou cerca de 60 instituições e aproximadamente 16 mil pessoas e 4 mil pets.

A campanha faz parte do FedEx Cares, programa de engajamento comunitário global da empresa que, neste caso, visa a proporcionar o descarte correto dos uniformes, ao mesmo tempo que gera contribuições sociais, econômicas e ambientais. 

De acordo com Guilherme Gatti, vice-presidente de operações da FedEx Express no Brasil, a companhia adota uma filosofia prática de sustentabilidade que ajuda a identificar e implementar iniciativas certas para lidar com impactos materiais e impulsionar a abordagem Reduzir, Substituir e Revolucionar.

Ainda segundo ele, com a reciclagem de uniformes, além de apoiar o trabalho fundamental dessas instituições em prol de pessoas e animais em situação de vulnerabilidade, da mesma forma, a empresa contribuí para uma economia solidária e além disso, minimizar o impacto das operações no meio ambiente.

Redução nas emissões

reciclagem
Foto: Reprodução/Pexels

Ao desenvolver os cobertores, a empresa afirma que gera ganhos ambientais, como por exemplo, a redução da emissão de gases de efeito estufa que ocorreria por meio do uso de outros métodos de descarte de tecidos.

As peças são recicladas com o apoio da Retalhar, empresa socioambiental especializada no reaproveitamento e destinação correta de roupas.

Além dos uniformes transformados em cobertores, o grupo também fez a doação de outra 1,2 tonelada de uniformes para reciclagem e destinou quase 800kg de material não-reciclável para coprocessamento.

Assim, estima-se que aproximadamente 29 m³ de aterro sanitário tenham sido poupados, o equivalente ao volume ocupado por quase 8 carros populares, de acordo com informações da empresa.

As entregas dos 5.500 cobertores estão sendo realizadas desde o mês de julho para ONGs de diferentes estados, proporcionando mais conforto e dignidade para as pessoas, principalmente durante o inverno.

Responsabilidade socioambiental

cobertores
Foto: Reprodução/Pexels

Por meio do programa socioambiental, a empresa também apoia o Junior Achievement, o Programa Na Mão Certa, o Exército de Salvação, o Movimento União BR e a Amigos do Bem.

As cerca de 100 filiais da companhia espalhadas pelo Brasil também realizam ações para ajudar ONGs locais.

De acordo com a empresa, existem outras iniciativas voltadas para a sustentabilidade.

Em março de 2021, a companhia anunciou o objetivo de investir, inicialmente, US$ 2 bilhões para ter globalmente operação neutra em carbono até 2040.

Isso está sendo feito por meio de projetos de energia sustentável, sequestro de carbono e eletrificação de veículos, incluindo a contribuição de US$ 100 milhões à Universidade de Yale para ajudar a estabelecer o Yale Center for Natural Carbon Capture. 

No Brasil, a companhia está realizando um projeto-piloto com motocicletas elétricas em Recife (PE) e Brasília (DF). 

O grupo pretende que, até 2040, toda sua frota de coleta e entrega (PUD) seja de veículos elétricos de emissão zero.

A substituição será realizada por meio de um programa faseado: a empresa planeja que, até 2025, 50% das compras globais de veículos, sejam de modelos elétricos, chegando a 100% até 2030.

Por: Rosane Gomes – Senior Account Executive

** ** Este artigo foi produzido por um autor independente e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Sustentabilidade.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos