Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Logística Reversa ganha crédito de reciclagem

crédito de reciclagem

Certificado de Crédito de Reciclagem Recicla+ foi instituído no dia 13 de abril

Foi instituído o Certificado de Crédito de Reciclagem, através do Decreto nº 11.044 de 13 de abril de 2022.

Intitulado como Recicla+, o decreto dispões sobre créditos de reciclagem , no âmbito dos sistemas de logística reversa de que trata o artigo 33 da Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010.

De acordo com os Ministério do Meio Ambiente e da Economia, a medida pretende estimular investimentos privados na reciclagem de produtos e embalagens.

Investimento Potencial

crédito de reciclagem
Estimativa de investimentos potenciais – Foto: Reprodução/Pexels

A estimativa do governo é de um investimento potencial de R$14 bilhões por ano no setor de reciclagem.

Ainda de acordo com o governo, esse cálculo leva em conta o que o país deixa de arrecadar anualmente, por não reciclar grande parte dos materiais descartados, no pós consumo.

Assim, com o Certificado de Crédito de Reciclagem, cooperativas de catadores, prefeituras, consórcios bem como empresas da iniciativa privada, poderão a partir do documento fiscal, solicitar o certificado de crédito.

Documentos homologados

homologação
De acordo com o Governo Federal haverá um rigoroso processo de homologação das notas fiscais – Foto: Reprodução/Pexels

O decreto prevê que as notas fiscais passem por um processo rigoroso de homologação, que segundo informações será realizado por verificador independente.

De acordo com a agência EBC, esse processo vai validar a autenticidade do documento bem como rastrear o destino do material.

Um crédito equivale a 100 toneladas sendo comercializado com empresas que precisam comprovar logística reversa.

Dentre os objetivos do Recicla+, estimular o desenvolvimento, a produção e o consumo de produtos derivados de materiais reciclados e recicláveis, por exemplo.

Além disso, incentivar a utilização de insumos com menor impacto ambiental.

Do mesmo modo, adotar medidas para a não geração e para a redução da geração de resíduos sólidos e do desperdício de materiais no ciclo de vida dos produtos.

Logística Reversa

crédito de reciclagem
A legislação prevê a logística reversa de algumas embalagens e produtos – Foto: reprodução/Pexels

Atualmente, a legislação do Brasil, exige que fabricantes e geradores de alguns tipos de produtos e embalagens, façam a logística reversa.

Dentre esses produtos estão lâmpadas, pneus, óleos, agrotóxicos, além de outros materiais.

De acordo com o governo federal a estimativa é que cerca de 1 milhão de catadores de materiais recicláveis no país poderão ser beneficiados com o crédito de reciclagem, aumentando assim sua renda.

Também ficou instituído o decreto do Plano Nacional de Resíduos Sólidos.

Após 10 anos de espera, o Plano Nacional de Resíduos Sólidos estabelece medidas e diretrizes para a gestão dos resíduos sólidos no país.

O Plano Nacional de Resíduos Sólidos, contribui para a criação de empregos verdes e possibilita atendimento de compromissos internacionais e acordos multilaterais assinados pelo Brasil, como por exemplo a Agenda 2030 da ONU.

Fonte: EBC Diário Oficial da União

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos