Inspirar para evoluir e caminhar com uma pegada mais leve

Catadoras têm Dia da Beleza em São Paulo

catadoras

Iniciativa busca aumentar a autoestima das mulheres catadoras da Cooperativa de Reciclagem Filadelphia, participantes do projeto de Logística Reversa de Embalagens Pós Consumo – Hinode Recicla

O grupo Hinode promoveu durante o mês de agosto, o Dia de Beleza na Cooperativa de Reciclagem Filadelphia, na Zona Leste de São Paulo, para as catadoras cooperadas.

Com o intuito de resgatar a autoestima dessas agentes ambientais e agradecer pelo trabalho desenvolvido dentro do programa Hinode Recicla, o grupo realizou um treinamento de skincare e automaquiagem.

Compartilhando histórias

catadoras
Foto: Hinode Group

Além dos treinamentos sobre autocuidado, o evento contou com uma roda de conversa, onde as participantes compartilharão suas histórias.

Além disso, puderam ouvir sobre a importância do papel das cooperativas de reciclagem de resíduos para a marca; bem como a importância social de cada uma delas para o país e a relevância deste trabalho dentro do processo ambiental.

Da mesma forma, a força feminina foi tema de um bate papo, já que é muito presente na essência da empresa.

Como por exemplo, Adelaide Rodrigues, fundadora da marca, e Marília Rocca, CEO do grupo.

A cooperativa é formada exclusivamente por mulheres e tem mais de 12 anos de história de cooperativismo, baseado na solidariedade.

São mais de 40 toneladas de lixo reciclável todo mês, que colaboram, efetivamente, na construção de um futuro sustentável e preservação do meio ambiente.

Este trabalho é fundamental para o programa de reciclagem e logística reversa da empresa, que busca contribuir com o meio ambiente e desenvolvimento social.

Economia circular

cooperadas
Foto: Hinode Group

A parceria colabora para que a marca desenvolva a economia circular, com a coleta, triagem e destinação das embalagens vazias para indústria de reciclagem, que dependem destes materiais para novos processos produtivos.

Evitando assim, que as embalagens parem em aterros sanitários. A renda gerada pela reciclagem dos produtos é 100% da cooperativa.

De acordo com Marília Rocca, CEO do Hinode Group, multinacional detentora da marca , o encontro com essas profissionais vai muito além de um dia de beleza.

A verdadeira intenção, segundo ela, é fazer com que elas se reconheçam dentro da sociedade e saibam do valor que o ofício que desempenham têm para o meio ambiente. Ainda mais, para toda a cadeia industrial e comercial de produtos.

As cooperadas receberam um treinamento de autocuidado para dar autonomia nos dias que precisarem daquele carinho extra.

Para o grupo, apoiar as cooperativas de reciclagem é primordialmente importante para as instituições de inclusão e transformação social de catadores de lixo.

Renda e dignidade

catadoras
Foto: Hinode Group

Livia Friseira, gerente de Sustentabilidade e ESG, comenta que antes de se organizarem em cooperativas de reciclagem, as mulheres passavam por condições de trabalho precárias nas ruas dos municípios.

Buscando materiais recicláveis, sofriam pela falta de escalabilidade para venderem seus resíduos diretamente para a indústria, o que resultava, muitas vezes, em uma má remuneração.

De acordo com Friseira, a iniciativa vem ao encontro do propósito da marca, que é oferecer às pessoas uma oportunidade de transformarem suas vidas.

Ainda segundo ela, as cooperativas de reciclagem transformam constantemente a vida de diversos catadores de lixo, que não enxergavam mais nenhuma oportunidade de ter uma vida digna.

Hoje o grupo faz parceria com 10 cooperativas em Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e Salvador, além de São Paulo.

Esse é o primeiro evento do programa, que pretende se estender até o final do ano para outras cooperativas parceiras.

O programa

catadoras
Foto: Hinode Group

De acordo com a marca, o projeto foi implantado em 2022 pelo Hinode Group, inicialmente em 15 franquias.

O programa deseja trazer a visão da empresa sobre a importância das cooperativas para reciclagem de resíduos da marca.

Nesse sentido, compartilhando sua visão sobre a relevância do serviço prestado por mulheres que desempenham o ofício de catadora, reafirmando que elas são verdadeiras agentes ambientais dentro da sociedade.

O funcionamento do projeto tem início com os consultores , que fazem o papel de agente transformador, disseminando boas práticas sociais e ambientais.

Eles recolhem esses materiais com seus clientes, levando-os às franquias, sem estímulo financeiro, apenas por acreditar no propósito da causa.

A iniciativa, que conta com a parceria da startup de gestão de resíduos, a TrashIn, integra as ações de logística reversa desenvolvidas pelo programa.

Atualmente, por meio do projeto Dê a Mão para o Futuro, da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), 22% das embalagens produzidas são recuperadas.

Com 3 meses do programa e 10 cooperativas parceiras, foram coletados mais de 170kg de materiais recicláveis, impactando 774 famílias que dependem principalmente da reciclagem.

Com informações do Hinode Group e Leticia Almeida – Assessoria de Imprensa

** ** Este artigo foi produzido por um autor independente e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Sustentabilidade.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Veja também

Receba GRÁTIS notícias no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Últimos artigos